sexta-feira, 25 de maio de 2012

Herpes Simples...


Herpes é uma doença causada por vírus, na maioria das vezes benigna, causada pelo vírus humano (HSV 1 e 2). O tipo 1, é principalmente associado com infecções faciais e o tipo 2, principalmente genital. Caracteriza-se pelo aparecimento de pequenas bolhas agrupadas especialmente nos lábios e nos genitais, mas pode surgir também, em qualquer parte do corpo.
   O herpes simples é uma das infecções mais comuns da humanidade. Não tem cura, mas alguns remédios podem ser utilizados para diminuir os sintomas ou bloquear a sua manifestação.

          Como ocorre essa doença
   Tanto o vírus herpes do tipo 1 como o tipo 2 residem em um estado de latência (um tipo de "dormência") nos nervos que dão a sensibilidade da pele. 
   A infecção inicial ocorre principalmente na infância, e passa muitas vezes desapercebida, por ser em geral um quadro muito discreto.
   As infecções pelo vírus do tipo 2 ocorrem principalmente após a puberdade, freqüentemente transmitidas sexualmente. A infecção inicial causa mais sintomas. 

          Com se Transmite
   O vírus pode ser eliminado na saliva e nas secreções genitais de indivíduos sem sintomas, principalmente nos dias ou semanas após um ataque da doença. Porém a quantidade eliminada através de lesões em atividade é 100 a 1000 vezes maior. A disseminação é por contato direto com secreções infectadas. 
   Pequenas lesões, especialmente na pele, ajudam a introduzir o vírus no organismo. Após a infecção inicial , desenvolve-se imunidade; porém esta não é capaz de proteger totalmente contra novos ataques da doença. Contudo, quando há uma deficiência imunológica, tanto a infecção inicial como os episódios de recorrência da doença tendem a ser mais freqüentes e a ser mais pronunciados.

          Manifestações da Doença
   A infecção inicial pelo vírus herpes do tipo 1 se  manifesta em geral na boca ou na  mucosa oral. A maior parte dos casos ocorrem em crianças entre 1 e 5 anos de idade. 
Após um período de incubação de 4 a 5 dias, os sintomas se iniciam com febre, que pode ser alta, e indisposição. O ato de alimentar-se pode ser doloroso, e o hálito é ruim. Vesículas (pequenas bolhas) ocorrem em placas na língua, garganta, palato e dentro da boca. As vesículas evoluem com a formação de úlceras recobertas por crostas amareladas. Os gânglios regionais estão aumentados e dolorosos. A febre regride após 3-5 dias e a recuperação usualmente é completa após 2 semanas. Depois desta recuperação, o vírus pode ou não voltar a se manifestar.

          Fatores que desencadeiam a Doença
- Pequenos traumas
- Outras infecções, incluindo gripes e resfriados
- Radiação ultravioleta (Sol)
- Condições que afetem os nervos da face
- Cirurgias odontológicas
- Dermabrasão ou peeling a laser
- Ciclos menstruais (ataques podem ocorrer antes da menstruação)
- Estresse emocional.

   Em muitos casos, não há causa aparente para a o reaparecimento das lesões. Com o tempo há uma tendência a recorrências mais brandas e raras.


          Tratamentos Disponíveis
   Vacinas estão sendo testadas para tratamento e prevenção do herpes simples, mas nenhuma comprovou ser totalmente eficaz.
   Na verdade, ainda não há um tratamento capaz de curar a infecção pelo vírus herpes de uma forma definitiva.  Os medicamentos que dispomos (aciclovir, famciclovir, valaciclovir) são capazes  de reduzir a quantidade  de  recorrências quando tomados por um período de tempo relativamente prolongado, mas uma vez que a tomada do medicamento é interrompida, novos ataques podem ocorrer, porém  com uma freqüência e gravidade um pouco reduzidas. Novos estudos têm  mostrado eficácia neste sentido sobretudo do valaciclovir. O uso de cremes contendo estes princípios ativos pode apresentar alguma  resposta no sentido de reduzir um pouco a duração da lesão herpética quando aplicados bem inicialmente, na fase em que há apenas ardor, e a vesícula  ainda não surgiu.
   É muito importante que a prevenção das lesões seja feita no dia-a-dia, com o uso de batons com filtros solares, hidratação diária dos lábios, proteção e cuidados  para evitar traumatismos da região afetada habitualmente. 
Quando as lesões estiverem ativas, é importante a manutenção de uma higiene local cuidadosa, evitando assim que o quadro se complique com uma infecção bacteriana. Assim, o uso de um antisséptico brando, como a água boricada, está indicado, e pode até causar um certo alívio dos sintomas, especialmente  quando a água boricada gelada é aplicada em compressas, de maneira suave.



Fontes: http://www.derme.org; http://drauziovarella.com.br. 

Um comentário:

  1. Pessoal, há poucos meses contraí a herpes genital e a princípio fiquei desesperado, buscava informações sobre a doença mas não encontrava materiais muito específicos. Por isso, resolvi fazer um blog onde irei postar informações fundamentadas em livros de infectologia/virologia e artigos científicos sobre experimentos e tratamentos realizados com pessoas portadoras do vírus. Antecipo que as notícias são boas. Quanto mais se conhece sobre um problema mais fácil é lidar com ele. O blog é https://vivendocomherpesgenital.blogspot.com/ Se alguém quiser trocar informações, quiser também contar sua história, podem enviar um email para vivendocomherpesgenital@gmail.com, e se desejarem, o conteúdo será postado.

    ResponderExcluir